Recomendamos: Tu contas e eu conto, de Susana Sánchez Arins

Tu contas e eu conto, de Susana Sánchez Arins, é un libro de poemas e relatos publicado por Através Editora.

“17 relatos e 17 poemas, 17 contos e 17 cantos. Susana Sanches Arins conta sobre amizades que lastimam, sobre a memória dos tempos idos, sobre o nojo, o humor e a morte. Conta sobre ocupar o tempo na precariedade, sobre voltar a casa sozinha, sobre o medo e sobre o assédio. Canta para as mulheres morridas, para quem não chega a casa e para alcateias de lobas. Canta para a luta, para a situação atual e para nós. Lê, que este conto é nosso.
eu conto e tu contas. a frase para segredar. a confidência. aquilo que ninguém mais sabe. e também aquilo que todo o mundo conhece mas ninguém diz, por calado. eu conto e tu contas. a intimidade. aquilo que acontece por dentro de nós e só é sabido se verbalizado. a surpresa. o nojo. a dor. o gozo. eu conto e tu contas. e já sabes. não digas a mais ninguém.”

Recomendamos: A casa do Terror, de Xoán Curiel

A casa do Terror, de Xoán Curiel, é un libro-disco publicado pola Editorial Galaxia.

A casa do Terror ten a porta aberta para ti!
Está chea de monstros e pantasmas que te sacarán a bailar e te farán rir e desfrutar. Ten coidado porque non desexarás saír desta aventura. Un libro-cd para gañar e facer uns amigos de medo!!”

Recomendamos: 1968, de Vítor Vaqueiro

1968, de Vítor Vaqueiro, é un poemario publicado por Edicións Laiovento.

“A data crucial de 1968 exerce uma força de dobre direção, centrífuga e centrípeta, em expansão cara a outros motivos temáticos de transcendente alcanço universal de finais da década dos sessenta e começos dos setenta: a guerra do Vietnã, a matança de estudantes na praza de Tlatelolco, a primavera de Praga, os assassinatos de Martin Luther King e Ernesto Che Guevara, a revolta estudantil de Paris, a execução do policia torturador Melitón Manzanas, a atividade revolucionária do grupo alemão Baader Meinhof, feitos paralelos ou próximos no tempo à data emblemática e ao acontecer de nós, concorrem em dramática e fantástica convocatória.
Vítor Vaqueiro consolida o rumo da sua nova andaina com 1968, cimo da sua escrita poética e um dos mais atrativos e relevantes livros de poesia editados no que levamos andado do século XXI. O equilíbrio entre os registros épicos e líricos, a alternância de verso e prosa, a construção alegórica, o humor irônico, o recurso a procedimentos de glosa e digressão, o desenho de âmbitos de perfil expressionista e crítico, são as marcas de estilo e cosmovisão que singularizam este livro.
(Do Prólogo, Luta e memória, de Xosé María Álvarez Cáccamo)”

Presentación de O bestiario científico de Anxos Nogueirosa, de Antonio Manuel Fraga, o 14 de decembro ás 20 h.

O 14 de decembro, a partir das 20:00 horas, presentaremos O bestiario científico de Anxos Nogueirosa, de Antonio Manuel Fraga, obra que obtivo o I Premio María Victoria Moreno de Literatura Xuvenil, publicado por Urco Editora. Acompañan ao autor Eli Ríos e a editora Andrea Jamardo.

“1933. Aos seus trece anos, Suso é obrigado a pasar o verán nas colonias do sanatorio marítimo de Oza por mor da súa mala saúde. No traxecto en tren cara ao seu destino estival, chega ás súas mans un caderno cun misterioso título na cuberta: Liber Bestiarium Scientificus. Cando Suso decide mergullarse nas súas páxinas, lonxe está de saber que ese intre marcará un verán cheo de aventuras na compaña de Tila, unha rapaza das colonias coa que acabará forxando unha bonita amizade.”

Recomendamos: A gran travesía de Chiruca Macallás, de Xurxo Souto

A gran travesía de Chiruca Macallás, de Xurxo Souto, é unha obra publicada por Edicións Xerais.

“O arrastreiro Macallás sae das Arneiras, a cidade da Torre e da area do Berbés. O seu destino: Rockall, rocha perdida, entre Escocia e Islandia. O Con de Marín, tal lle din pola nosa ribeira. Manda na ponte unha muller, Mercedes, patroa de pesca e, antes, famosa vocalista do conxunto ForzA dozZE! É unha marea ben curiosa. Entre lance e lance, a mariñeira heavy vai entrar en tratos con Lipeilipeisa, un peixe-sapo que fala, e mesmo aprenderá a cántiga de Mamí Watá, que é a serea negra da Guiné, esa que chegou canda os mariñeiros senegaleses.A gran travesía de Chiruca Macallás conta a viaxe dun barco que parte para o Gran Sol ao mando dunha muller, dona dun poderoso universo, que nos revela unha historia de superación. Coa enorme forza do relato oral e a inclusión de elementos fantásticos e surrealistas que recrean a atmosfera gráfica de Urbano Lugrís, Xurxo Souto ofrécenos unha novela personalísima que retrata a aventura dunha marea singular con ton epopeico.”

Aquí pode verse o vídeo da presentación deste libro na Libraría Cartabón de Vigo:

Recomendamos: Guia do Caminho Português de Santiago, por Antón Pombo

Guia do Caminho Português de Santiago, de Antón Pombo, é unha obra publicada por Através Editora.

“O Caminho de Santiago é um dos trajetos mais calcorreados desde a Idade Média, transitado cada ano, nas suas diversas variantes, por centenas de milhares de pessoas. O autor deste guia, Antón Pombo, não é apenas um perito na matéria como também um dos responsáveis pelo renascer desta rota, nomeadamente do Caminho Português que está a ganhar, nos últimos tempos, uma maior atenção por parte de caminhantes e instituições. Este guia quer colaborar para que o Caminho Português sirva como mais um espaço de convívio e conhecimento das sociedades galega e portuguesa. Para este fim têm contribuído sobremaneira o afinado trabalho de adaptação de Fernando Corredoira e as caixas temáticas criadas por Eduardo Maragoto.
O presente guia recolhe:
– O Caminho Central português com 25 etapas, o Caminho da Costa com 7 etapas e a variante de Braga com mais 4 etapas com os respetivos mapas.
– Espaços para dormir e comer, postos de turismo, transportes e os serviços que o peregrino pedestre ou de bicicleta vai precisar.
– Cerca de 200 fotografias.
– Informações culturais, históricas e artísticas que permitirão o caminhante de Portugal e o da Galiza conhecer melhor aquilo que liga ambas as margens do Minho.”
Aquí pode consultarse o índice.